Orientações ao Dirigente Municipal de Educação – Fundamentos, Políticas e Práticas

Orientações ao Dirigente Municipal de Educação – Fundamentos, Políticas e Práticas

Organização: União dos Dirigentes Municipais de Educação

Edição: Fundação Santillana

Ano: 2012

Material fornece orientações teóricas e práticas para Dirigentes Municipais de Ensino recém empossados

A União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e o Ministério da Educação (MEC), lançou em 2009 um conjunto de materiais destinados aos Dirigentes Municipais de Educação (DME): a Agenda dos Cem Primeiros Dias e o caderno de Orientações ao Dirigente Municipal de Educação – Fundamentos, Políticas e Práticas.

Em 2012, verifica-se que mais de 70% das Prefeituras Municipais, no pleito de outubro, trocaram os prefeitos. Isso indica também uma tendência de renovação político-administrativa em relação aos DME. A responsabilidade de ser DME, na atual conjuntura, é redobrada porque existem novos desafios a serem vencidos no campo da Educação, tais como: ampliar o acesso das crianças menores de 3 anos e garantir a matrícula de todas as crianças de 4 a 5 anos na Educação Infantil; alfabetizar na idade certa, conforme parâmetros nacionais; realizar as conferências municipais de Educação (preparatórias à Conae 2014); construir o Plano Municipal de Educação; entre outros.

Assim, é mais do que oportuno atualizar essas publicações que têm como norte o papel do Dirigente e sua importância no contexto nacional da Educação e da garantia do direito de aprender de todos e de cada um dos estudantes dos sistemas ou das redes públicas de ensino.

Temos o objetivo de fazer chegar aos DME de todo o Brasil os documentos que continuam exercendo papel relevante quanto às orientações, necessárias e imprescindíveis, que cada DME precisa ter para realizar uma boa gestão no cargo que ocupará na área de Educação a partir de janeiro de 2013.