Melhores competências, melhores empregos, melhores condições de vida – Uma abordagem estratégica das políticas de competências

Melhores competências, melhores empregos, melhores condições de vida – Uma abordagem estratégica das políticas de competências

Organização: OCDE

Edição: Fundação Santillana

Ano: 2014

Obra traz subsídios para que países entendam melhor como investir nas competências para transformar vidas e fomentar economias

As competências se transformaram na moeda global do século 21. Sem investimento adequado em competências, as pessoas permanecem às margens da sociedade, o progresso tecnológico não se traduz em crescimento econômico e os países não podem competir em uma sociedade mundial que se baseia cada vez mais no conhecimento. Mas essa “moeda” perde valor à medida que evoluem as exigências dos mercados de trabalho e as pessoas perdem as competências que não utilizam.

As competências não se traduzem automaticamente em empregos e crescimento. A crise econômica mundial, com elevados níveis de desemprego, especialmente entre os jovens, torna urgente fomentar melhores competências. Ao mesmo tempo se deve levar em consideração a desigualdade da renda, causada em grande medida pela desigualdade entre os salários que remuneram a mão de obra de alta capacitação e os pagos às pessoas com baixa capacitação.
A solução mais promissora para esses problemas é investir eficazmente nas competências no decorrer do ciclo de vida: desde a primeira infância, durante a Educação obrigatória, e ao longo da vida profissional.

A Estratégia de Competências da OCDE proporciona um marco estratégico integrado no âmbito governamental para ajudar os países a entender melhor como investir nas competências para transformar vidas e fomentar economias.