Fundação Santillana realiza seminário sobre modelos emergentes de Educação

Fundação Santillana realiza seminário sobre modelos emergentes de Educação

Evento reunirá importantes nomes da área para discutir os desafios no mundo em transformação

A Fundação Santillana, a Moderna e o Programa Crescemos realizarão, no próximo dia 29, o seminário “Por onde caminha a Educação”. O evento é um convite a docente, diretores e coordenadores de escolas, fundações e institutos ligados à Educação a pensarem como e o que aprender hoje.

O livro do pesquisador argentino Axel Rivas, “O que é preciso aprender hoje? Da escola das respostas à escola das perguntas”, que será distribuído no evento, é o ponto de partida para a conversa. O dia é dedicado à reflexão e análise dos desafios que cabem à Educação e à comunidade escolar em um mundo que se transforma, enfrenta dilemas e é desigual.

Segundo Luciano Monteiro, secretário-executivo da Fundação Santillana, a proposta do evento, a partir do texto de Rivas, é um debate instigante sobre para quê a nossa educação serve aos estudantes. "É um questionamento que, inevitavelmente nos leva a discutir qual é a escola que queremos, como ensinar e quais são as condições para que a transformação da educação ocorra".

A programação começa com a apresentação do tema, feita por Miguel Barrero, diretor global de Educação da Fundación Santillana. O executivo espanhol é também diretor de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Santillana, e fala sobre as inovações da Educação no século 21 voltadas para o protagonismo dos alunos no processo de aprendizagem.

Em seguida, Ivan Claudio Siqueira, presidente da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação (CNE), discute o tema no contexto brasileiro a partir da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Seria o documento um aliado na modernização dos currículos ou um entrave para as mudanças?

O conselheiro permanece à mesa para se juntar a Barrero e outros dois importantes nomes do mundo editorial: Juliane Matsubara, diretora adjunta Editorial da Editora Moderna e Miguel Thompson, diretor Acadêmico da Fundação Santillana. A discussão gira em torno da convivência entre os saberes clássicos e os saberes emergentes na vida escolar.

Para Thompson, as transformações no campo da Educação não devem arrasar o terreno que encontram, mas se somar para criar um modelo adequado ao contexto e a realidade local “num misto de tradução e ruptura, típico da complexidade”, afirma.

Encerrando a manhã, ele recebe Tereza Perez, diretora-presidente da Comunidade Educativa CEDAC, para ir da teoria à prática. A proposta é refletir sobre os desafios da implantação de novas formas de ensino e aprendizagem em sala de aula.

À tarde, André Lázaro, diretor de Políticas Públicas da Fundação Santillana, recebe dois importantes pensadores e ativistas da inclusão na Educação brasileira: Bel Santos Mayer, coordenadora do Instituto Brasileiro de Estudos e Apoio Comunitário; e Rodrigo Hübner Mendes, fundador e superintendente do Instituto Rodrigo Mendes. Na mesa “Diversidade na escola: o que aprendemos com as diferenças?”, os três apresentam seus pontos de vista e conversam sobre as potencialidades da diversidade na vida escolar.

Em seguida, é a vez de ouvir os gestores escolares. Solange Petrosino, gerente nacional de Serviços Pedagógicos da Moderna, media a conversa com Esther Carvalho, diretora-geral do Colégio Rio Branco; Regina Scarpa, diretora Pedagógica da Escola Vera Cruz; e Wagner Borja, vice-diretor da Escola Nossa Senhora das Graças. A conversa traz o olhar de quem lida diariamente com os desafios educacionais, e conhece de perto os desafios e conquistas das escolas.

Encerrando o Seminário, André Lázaro convida os participantes a refletirem sobre os debates do dia: onde estamos e por onde queremos ir? “O século XXI já vai longe e, entre promessas e ameaças, cabe uma avaliação que nos ajude a escolher os caminhos a seguir. Num momento de transição talvez não seja fácil dizer para onde queremos ir, mas sabemos por onde queremos ir. Este é um dos aprendizados que o Seminário pode nos proporcionar”, afirma o diretor de Políticas Públicas da Fundação Santillana.

O seminário “Por onde caminha a Educação?” é gratuito, e as inscrições podem ser feitas no site: mod.lk/sepav

Serviço:

Seminário: Por onde caminha a Educação?

29 de outubro | 8h30 às 17h30

Local: Câmara de Comércio Árabe Brasileira

Av. Paulista, 283/287 – Cerqueira César – São Paulo – SP

PÚBLICO-ALVO: Destinado a diretores e coordenadores de escolas particulares, fundações e institutos dedicados à Educação.

Programação completa e inscrições: mod.lk/sepav

 

Assessoria de imprensa

Ana Paula Fonseca – anapaula@danthi.com.br – 11 3812-7393/29 Reinaldo Adri – reinaldo@danthi.com.br – 11 3812-7393/25 Lúcia Martins – lucia@danthi.com.br – 21 3114-0779